Arquivo/AE
Arquivo/AE

Médico do Palmeiras está pessimista com Cleiton Xavier

Meio-campo sequer conseguiu passar por exames para avaliar o grau da lesão no tornozelo direito

AE, Agencia Estado

25 de agosto de 2009 | 14h22

As chances de Cleiton Xavier atuar pelo Palmeiras no clássico contra o São Paulo, domingo, no Morumbi, são remotas. Segundo explicou o médico do clube, Vinícius Martins, o meia sequer teve condições de realizar testes para saber a gravidade da lesão no tornozelo direito, programados para esta terça-feira.

Veja também:

linkPalmeiras anuncia permanência do zagueiro Maurício Ramos 

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Sequer cogitamos a possibilidade de fazer um teste com o tornozelo dele. Apesar das dores terem diminuído, ele segue fazendo fisioterapia e analgesia e sendo medicado a base de anti-inflamatórios", explicou o médico.

Embora os testes não tenham sido realizados, o médico descartou a hipótese de fratura, mas assegurou que a torção foi de moderada para grave. O meia seguirá em tratamento até o dia do clássico.

"Descartamos a hipótese de fratura, mas o entorse dele foi de moderado para grave. Não se trata de uma mera lesão. Ele está fazendo tratamento em até três períodos e será assim até o dia do jogo", afirmou.

Cleiton Xavier sofreu uma torção no tornozelo direito aos dez minutos do primeiro tempo contra o Internacional, sábado, no Palestra Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.