Eduardo Nicolau/AE
Eduardo Nicolau/AE

Médico não garante Neymar na final do Paulistão

Jogador do Santos sofreu um sangramento no olho direito e ainda está sob observação no hospital

AE, Agência Estado

26 de abril de 2010 | 14h35

Vetado do duelo com o Atlético Mineiro, quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil, no Mineirão, o atacante Neymar ainda não sabe se poderá participar do segundo jogo da final do Campeonato Paulista entre Santos e Santo André, domingo, no Estádio do Pacaembu. O jogador sofreu um sangramento no olho direito e ainda está sob observação no hospital Albert Einstein.

 

Veja também:

link'Quero um Porsche e Uma Ferrari na garagem', diz Neymar

linkLuxemburgo de novo na vida dos santistas

linkSantistas tentam evitar clima de 'já ganhou' Blog Bate-Pronto: forumSantos já pode vestir a faixa de campeão?

Oftalmologista responsável pelo atendimento ao jogador, Cláudio Luis Lottenberg evitou prever se Neymar será liberado para o jogo. "A presença dele vai depender da dependência dele se cuidar, sabe que precisa repousar nas próximas 72 horas para evitar novos sangramentos", explicou, em entrevista ao SporTV. "Vou acompanhar o caso de perto. Tenho que vê-lo no sábado, antes do jogo, e até depois do jogo para avaliá-lo".

Lottenberg revelou que Neymar poderá receber alta hospitalar ainda nesta segunda-feira. "A alta depende da capacidade do Neymar de se cuidar, não é porque ele está se sentindo bem que ele deve ter alta. Se ele tiver claro que ele tem que se cuidar nessas 72 horas, se ele entender isso, ele vai pra casa ainda hoje", afirmou.

Na vitória do Santos por 3 a 2 sobre o Santo André, no domingo, Neymar foi substituído ainda no intervalo com uma lesão no olho direito. Com a vista embaçada, o jogador foi ao Albert Einstein para fazer exames e está em observação.

Ao reclamar pênalti de Toninho, não marcado pela arbitragem, Neymar caiu bruscamente no gramado e chocou seu olho direito contra o própria mão, provocando uma lesão na vista. Mesmo pingando colírio e jogando água no local, não conseguiu se recuperar e teve de ser substituído por André. A troca deverá acontecer também diante do Atlético-MG.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.