Médicos da Juventus são banidos por dois meses do futebol

Erro no tratamento de Cannavaro resulta na suspensão dos médicos Goitre e Stefanini da equipe italiana

REUTERS

21 de janeiro de 2010 | 12h35

Dois médicos da Juventus foram banidos do futebol por dois meses após um erro cometido no tratamento de Fabio Cannavaro, mordido por um inseto, segundo informações no site do Comitê Olímpico Italiano (www.coni.it) nesta quinta-feira.

Os médicos Bartolomeo Goitre e Luca Stefanini foram punidos após uma confusão de documentação, na qual Cannavaro deixou de receber uma licença para uma injeção emergencial de cortisona após uma picada de inseto no ano passado. Posteriormente, o jogador testou positivo num exame antidoping.

O capitão da seleção italiana já foi absolvido no caso.

(Reportagem de Paul Virgo)

Tudo o que sabemos sobre:
futebolmédicosCannavaroJuventus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.