Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Médicos têm esperança de que Michel Bastos jogue na quarta-feira

Com dengue, atleta não atuou contra o Cruzeiro pela Libertadores

GONÇALO JUNIOR, O Estado de S. Paulo

08 de maio de 2015 | 07h33

Os médicos do São Paulo têm esperança de que o meia Michel Bastos, que está com dengue, possa começar a treinar com o grupo na segunda-feira. Com isso, ele teria condições de atuar no jogo de quarta-feira, contra o Cruzeiro, no Mineirão. A partida decide a vaga nas quartas de final da Copa Libertadores.

De acordo com os médicos, o tipo de dengue que ele contraiu não necessita de internação, apenas de repouso. Nesta quinta-feira, o meia não foi ao Centro de Treinamento da Barra Funda e ficou em repouso, em casa.

Na vitória sobre o Cruzeiro, por 1 a 0, quarta-feira, no Morumbi, os jogadores sentiram falta do poder de finalização do meia, que costuma arriscar chutes de fora da área. Centurión, seu substituto, tem a característica de conduzir a bola e chutar pouco. O argentino, autor do gol da vitória, melhorou no segundo tempo, quando se aproximou mais da área.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.