Gustavo Oliveira/Site Oficial
Weverton é ídolo da torcida do Atlético-PR Gustavo Oliveira/Site Oficial

Médios e pequenos querem surpreender

Sem grandes orçamentos, equipes do Sul e Nordeste apostam em suas torcidas e no entrosamento

Fábio Hecico e Vanderson Pimentel, O Estado de S. Paulo

14 de maio de 2016 | 05h00

Santa Cruz aposta na união entre torcida e elenco para continuar na elite

Após 11 anos de sofrimento e consecutivas quedas, o Santa Cruz voltou a elite do futebol nacional. Vencedor do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste, o time se encontrou durante o ano após a chegada de Milton Mendes, que com seu esquema mais ofensivo, buscará surpreender no Brasileirão. Dentro de campo, o ídolo Grafite terá a companhia de nomes como João Paulo e Keno. Fora, a torcida tricolor garantirá festa em jogos no Arruda.

Não será fácil para o Sport repetir a boa performance de 2015

Ninguém acreditava que o Sport pudesse caminhar lado a lado com as potências do País numa competição de pontos corridos. Sob a batuta de Eduardo Baptista, o time pernambucano fez bonito em muitas rodadas e por muitas rodadas esteve no grupo da Libertadores. Agora, com a chegada de Oswaldo de Oliveira, o retorno de Diego Souza e a mescla com alguns jovens, a direção espera que o raio caia duas vezes no mesmo lugar e o Sport consiga novamente surpreender.

Entrosamento vira aposta do Atlético-PR para voltar a surpreender

Poucos acreditavam que o então renovado Atlético-PR pudesse surpreender em 2015. O time chegou a lutar por Libertadores antes de perder o fôlego. Agora, com a manutenção de boa parte daquele grupo, espera repetir a surpresa e desta vez não deixar o embalo diminuir, como fez ano passado. O técnico Paulo Autuori chegou para transmitir segurança e experiência ao grupo, e a expectativa é grande. No ataque formado por Ewandro e e Walter estão as esperanças da torcida.

Ordem no Coritiba é ficar distante da zona de rebaixamento

Há quatro anos que o Coritiba fecha a classificação na parte de baixo da tabela. Nos dois últimos anos, passou a competição toda lutando contra o rebaixamento e só respirou aliviado nas últimas rodadas – em 2015, só no jogo final, ao empatar com o Vasco. Com jogadores experientes, como o goleiro Wilson, o lateral Ceará, o meia Juan e o atacante Kléber, a ordem no grupo é passar distante das últimas colocações. O clube fez um pacto de ficar numa posição honrosa.

Mesmo sem medo, metas da Chapecoense ainda são modestas

Orçamento baixo não é sinônimo de futebol retranqueiro em Chapecó. Acostumado a fazer trabalhos de sucesso em equipes menores, Guto Ferreira segue mostrando o valor de seu time após a conquista do Catarinense. As boas atuações de Rafael Lima, aliadas à liderança de Cleber Santana e ao faro de gol de Bruno Rangel, que se tornou o maior artilheiro da história do clube, são as principais apostas de uma equipe que ainda busca apenas se manter na elite.

Com um grupo modesto, objetivo do Figueirense será evitar a queda

O sufoco para escapar da queda até a última rodada de 2015 ainda não saiu da cabeça do Figueirense. Mesmo assim, o clube parece disposto a encarar aquele sofrimento de novo. Não houve investimento em nomes de peso para a disputa de competição tão forte e, novamente, o clube entra sob risco de queda. O grupo de jogadores é modesto, e apenas o experiente Carlos Alberto e o artilheiro Rafael Moura aparecem como possibilidade para se fazer algo diferente.

Para não cair, Vitória aposta em ídolos do passado

O bom futebol apresentado pela equipe na conquista do Campeonato Baiano com Leandro Domingues como maestro fez com que a diretoria mantivesse a filosofia de apostar em ídolos para se manter na Primeira Divisão. De contrato renovado, o experiente meia agora dividirá o carinho da torcida com Victor Ramos. Principal contratação no ano, o atacante Kieza já deu provas de que a passagem de sucesso pelo arquirrival Bahia ficou para trás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.