Marko Djurica / Reuters
Marko Djurica / Reuters

Meia da Nigéria diz que aprendizado de 2014 pode ajudar a vencer Argentina na Copa

Ogenyi Onazi elogia Messi e companhia, mas acredita que vitória é possível

Estadão Conteúdo

10 de abril de 2018 | 10h14

Ogenyi Onazi participou da campanha da Nigéria na Copa de 2014, quando o país igualou suas melhores campanhas em Mundiais, chegando até às oitavas de final e sendo eliminada pela França após um jogo duro. Naquela edição, o time africano enfrentou a Argentina na primeira fase e perdeu por 3 a 2. Em 2018, o confronto se repetirá na fase de grupos e o meiocampista espera que as lições aprendidas na Copa anterior sejam utilizadas para alcançar a vitória contra o time de Lionel Messi.

+ Tite convocará seleção para a Copa do Mundo em 14 de maio

+ Após nova fase de vendas, Fifa revela 1,7 milhão de ingressos vendidos da Copa

+ América do Sul cresce na reta final para a Copa

"O que não te mata, te fortalece, essa é mentalidade que queremos usar. A verdadeira Argentina é um dos melhores times do mundo e não será fácil. Quando se faz alguma coisa, você tenta aprender com o que fez para melhorar, então aprendemos com nossos erros no Brasil e é hora de corrigi-los para fazer o melhor que pudermos", afirmou Onazi ao site da Fifa.

Em amistoso disputado em dezembro de 2017, a seleção nigeriana venceu uma Argentina sem Messi por 4 a 2, resultado que animou os torcedores no país. Nas últimas partidas preparatórias, a equipe da África venceu a Polônia por 1 a 0, mas perdeu para a Sérvia por 2 a 0. Na primeira fase, além da seleção bicampeã mundial, também enfrentará Islândia e Croácia.

Desde 2014, a seleção nigeriana passou por altos e baixos, sem conseguir se classificar para duas Copas da África, mas conseguindo assegurar a vaga no Mundial. "Não desistimos porque tivemos a oportunidade de provar que éramos um time e de verdade e que éramos capazes de chegar lá. Dissemos a nós mesmo que precisávamos fazer aquilo por todos", disse o meiocampista.

+ Fifa divulga modelo do ingresso para a Copa do Mundo

Onazi, que joga no futebol turco, é um dos jogadores mais importantes para o esquema tático da Nigéria - segundo o mesmo, para definir quando acelerar e quando diminuir o ritmo, tentando atacar e defender com precisão. Além dele, a Nigéria conta com o experiente volante Obi Mikel e com os jovens atacantes Iheanacho, do Leicester City, e Iwobi, do Arsenal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.