Meia de 12 anos atua pela primeira divisão da Bolívia

O adolescente Mauricio Baldivieso, de apenas 12 anos, tornou-se no domingo o mais jovem jogador a disputar uma partida pelo Campeonato Boliviano. O precoce meia do Aurora entrou em campo aos 39 minutos do segundo tempo - com a camisa 10 - enviado a campo pelo seu pai, Julio César Baldivieso, técnico da equipe e ex-meia da seleção boliviana. O Aurora perdeu por 1 a 0 para o La Paz.

AE-AP, Agencia Estado

20 de julho de 2009 | 16h09

"Sinto-me tranquilo porque tenho apoio dos companheiros da minha equipe. Papai disse que me iria fazer estrear quando estivéssemos ganhando, mas as coisas aconteceram de outra maneira e precisei entrar", afirmou Mauricio nesta segunda-feira, no intervalo da aula de uma escola particular em Cochabamba, onde fica o Aurora.

O meia tocou na bola três vezes e, em uma delas, foi derrubado por um rival, lance que esquentou o clima da partida - os companheiros de Mauricio exigiram a expulsão do adversário, o que não foi acatado pelo árbitro.

"Aos poucos, ganhará confiança. Está começando no futebol profissional, mas já fez algumas partidas pela Associação (amadora) de Cochabamba", afirmou seu pai.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBolíviaAuroraBaldivieso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.