Meia Diego pode ficar 10 meses sem jogar

Jogador do Werder Bremen sofre de uma inflamação no púbis, lesão comum entre jogadores de futebol

ANSA

22 de fevereiro de 2008 | 16h27

O meia Diego, um dos destaques do Werder Bremen da Alemanha, poderá ficar dez meses sem jogar devido a uma inflamação, informou nesta sexta-feira a imprensa alemã. Desde outubro, o jogador sofre com uma inflamação em um osso, que se transformou em uma pubalgia (inflamação no púbis).Nem o técnico Thomas Schaaf e nem os médicos do clube foram capazes de dizer, até o momento, quanto tempo o brasileiro ficará fora de campo. Diego não jogou na última quinta-feira contra o Braga, de Portugal, pela Copa Uefa.Especialistas do Werder Bremen afirmam que a pubalgia do jogador é conseqüência de excessivo cansaço e do grande número de partidas que Diego foi obrigado a disputar, sem estar em suas melhores condições: foram 93 jogos em 18 meses.Durante a pausa da Bundesliga, o meia fez um tratamento no Brasil, mas a situação não melhorou. "Esperamos tê-lo em campo o mais rápido possível", disse o técnico."Os que esperam que ele jogará este fim de semana estão apenas sonhando. Diego não está em condições de jogar e, pior, ainda corre o risco de ficar parado por pelo menos dez meses", escreveu nesta sexta o jornal Bild.

Tudo o que sabemos sobre:
Diegoseleção brasileiraPequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.