Daniel Augusto Jr.|Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr.|Ag. Corinthians

Meia do Corinthians vê Ricardo Oliveira em fase melhor do que Pato

Giovanni Augusto pede apoio da torcida para o companheiro

O Estado de S. Paulo

20 de julho de 2016 | 07h02

Alexandre Pato é o principal assunto do Corinthians na semana, já que o técnico Cristóvão Borges confirmou que a reestreia do jogador acontece neste sábado, na partida contra o Figueirense, no Itaquerão. O meia Giovanni Augusto mostrou personalidade e disse que não vê o companheiro como o melhor atacante do Brasil, embora ele possa atingir o nível.

“Não (é o melhor atacante do Brasil). Acredito que tenha outros jogadores à frente, mas ele tem uma qualidade impressionante. Tenho certeza de que quando voltar a jogar, pode, sim, se tornar uma referência no futebol brasileiro. Hoje, temos o Ricardo Oliveira, com poder de finalização muito grande, assim como o Fred e o Pratto. Aqui, temos o André, Luciano e o Danilo. Mas o Pato não tem limite e pode crescer muito”, afirmou.

O meia ainda contou entender a desconfiança da torcida sobre o atacante, mas espera apoio da Fiel. “A desconfiança existe, é verdade, pelo o que ele fez naquele campeonato (perdeu um pênalti ao tentar dar uma cavadinha em disputa de penais contra o Grêmio, pela Copa do Brasil de 2013), mas isso é coisa do passado. Pelo o que eu vejo ele trabalhando no dia a dia, já superou isso. Ele está focado e determinado em dar a volta por cima. Vale a torcida dar um voto de confiança para ele”, pediu Giovanni.

O técnico Cristóvão Borges deve aproveitar os treinos da semana para definir se Pato iniciar a partida como titular ou no banco de reservas. Ele disputa a posição com André e Danilo. Luciano corre por fora na disputa.

 

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.