Meia Marcinho deixa Atlético-PR e vai para o Al-Ahli

O Atlético-PR anunciou, no início da tarde desta quinta-feira, que o meia Marcinho está deixando o clube para defender o Al-Ahli, da Arábia Saudita, nos próximos 18 meses. O clube, porém, ressaltou que o contrato do jogador foi renovado até o final de 2012 e que ele voltará a defender a equipe após o período de empréstimo ao clube árabe.

AE, Agencia Estado

14 de janeiro de 2010 | 14h41

Marcinho deixa o Atlético-PR depois de ter sido um dos principais destaques do time na reta final do último Campeonato Brasileiro, ajudando a equipe a se livrar do rebaixamento à Série B.

O time paranaense afirmou que entendeu as razões de Marcinho para aceitar a proposta árabe e publicou em seu site oficial uma carta de despedida do atleta, na qual o jogador agradeceu a confiança depositada pelo Atlético-PR em seu futebol.

"Primeiro tenho que agradecer ao presidente (do Atlético-PR, Marcos Malucelli), que apostou em mim no início do ano passado e me deu toda a estrutura e confiança para que eu voltasse a jogar bem. Além disso, fez o máximo para que eu continuasse no clube", disse Marcinho, no início da carta, para depois justificar os motivos de sua saída.

"Todos os atletas, e eu não sou diferente, almejam algo melhor. E esta proposta da Arábia é muito interessante. O último campeonato que eu fiz acabou me proporcionando isso. O objetivo do grupo no Brasileiro não foi alcançado, mas individualmente para mim foi muito bom. Esta negociação será boa para mim e também para o clube. Ficarei um ano e meio lá, mas renovei o contrato aqui", lembrou em seguida.

Marcinho ainda agradeceu a confiança dos torcedores em seu futebol, apesar da má fase vivida pelo Atlético-PR em 2009. "(Os torcedores) Cobraram quando tinham que cobrar, mas também apoiaram muito. Isso foi fundamental para que eu voltasse a jogar bem. Agradeço ao (técnico Antônio) Lopes, que confiou em mim. Reconquistei o meu espaço e as coisas correram bem. Tenho que agradecer ao elenco também", reforçou.

No Al-Ahli, Marcinho jogará ao lado do atacante brasileiro Victor Simões, ex-Botafogo, e será comandado pelo técnico e também compatriota Sérgio Farias.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-PRMarcinhoAl-Ahli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.