Meia Mazinho culpa azar por últimos tropeços do Palmeiras

Meia Mazinho culpa azar por últimos tropeços do Palmeiras

Com empates duros contra a equipe do Cruzeiro e do Corinthians, jogador vê má sorte. Mas garante que logo time voltará a ganhar

DANIEL BATISTA, Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 16h29

O Palmeiras vem de dois empates com sabor amargo, já que vencia as partidas até os minutos finais. Diante do Cruzeiro e do Corinthians, a equipe alviverde levou um gol e deixou o resultado positivo escapar nos acréscimos. Para o meia Mazinho, tudo foi fruto de azar, mas ele garantiu que em breve, a equipe voltará a vencer.

"Difícil (falar o que aconteceu). Todos viram o time jogando bem e infelizmente deixamos escapar no último minuto. Mas faz parte, foi um pouco de azar nos jogos e se Deus quiser, conseguiremos uma vitória logo e sairemos dessa sequência que está incomodando a todos", disse o jogador, titular das últimas três partidas. 

Para o meia, o segredo para a equipe voltar a vencer é entrar ainda mais ligado. "Não tem fórmula mágica. Quando começa a partida, só acaba quando o juiz apitar mesmo. Temos que entrar ligados e contar com a sorte mesmo", completou.

O elenco do Palmeiras se reapresentou nesta terça-feira e já trabalha visando a partida contra o Bahia, domingo, em Salvador, na partida que marcará o reencontro com o técnico Gilson Kleina. Para Mazinho, será apenas mais um jogo.

"Vai ser normal. Vamos jogar contra o Bahia e o Kleina está lá. Mas temos que tratar como um jogo normal, como se fosse com qualquer outro treinador. Isso (enfrentar ex-treinador) acontece bastante", minimizou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasMazinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.