Paulo Novais/EFE
Paulo Novais/EFE

Meia português exalta Cristiano Ronaldo, mas admite favoritismo da Espanha

João Mário assume que a maior arma da seleção de Portugal é o atacante do Real Madrid

Estadão Conteúdo

12 Junho 2018 | 06h02

O meia português João Mário exaltou nesta terça-feira o atacante Cristiano Ronaldo. Para o meia, seu companheiro é a grande estrela da Copa do Mundo da Rússia. No entanto, ele admitiu que, mesmo com o melhor jogador do mundo no time, Portugal não será favorito contra a Espanha, na sexta-feira, na estreia das duas equipes no Grupo B do Mundial.

+ Fora da seleção sueca, Ibrahimovic chega à Rússia como garoto-propaganda

+ Treino do Brasil tem tentativa de invasão, fãs em viaduto e incidente com Neymar

+ Treino leve para titulares da seleção frustra torcida em Sochi

"Não estamos no mesmo nível de Espanha. Eles são mais favoritos do que nós, por causa do histórico deles na Copa. Seria presunção dizer que estamos ao mesmo nível de Espanha", disse o jogador. "Temos as nossas qualidades e ambições. Tudo faremos para ganhar o máximo."

João Mário não escondeu que a maior aposta de Portugal será o astro do Real Madrid. "Cristiano Ronaldo é o melhor jogador do Mundo e a estrela deste Mundial. Faltam palavras para o descrever", afirmou. Contudo, pediu empenho da sua equipe na estreia. "Temos de estar ao nosso melhor com Espanha. Tenho a certeza que toda a equipe vai fazer uma grande exibição e não apenas Cristiano."

Para o meia, a maior dificuldade será conter a posse de bola espanhola. "Tirar a bola a Espanha não é fácil. Temos de ter rapidez e estamos a preparar o jogo para poder atacar melhor", comentou. "Há muita qualidade no meio-campo. Jogue quem jogar tem de estar preparado."

 

O duelo com a Espanha será o maior desafio de Portugal na fase de grupos. Os outros adversários serão Marrocos e Irã. "Um Portugal x Espanha é sempre um jogo especial. Temos muita ansiedade, mas pouco nervosismo. Até o dia de jogo vamos nos preparar da melhor maneira possível", declarou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.