Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Meia Rondinelly chega ao Palmeiras e espera ter mais espaço

O jovem atleta se junta a Vilson, Léo Gago e Leandro, todos vindos também do Grêmio

DANIEL BATISTA, Agência Estado

20 de fevereiro de 2013 | 12h25

SÃO PAULO - O Palmeiras apresentou nesta quarta-feira mais um reforço vindo do Grêmio, envolvido na transação que levou o atacante Hernán Barcos para Porto Alegre. Trata-se do jovem meia Rondinelly, de 22 anos, que se junta a Vilson, Léo Gago e Leandro, todos vindos do clube gaúcho.

Em sua chegada ao Palmeiras, Rondinelly explicou as poucas oportunidades que teve no Grêmio e garantiu que a forte concorrência lhe tirou espaço na equipe de Vanderlei Luxemburgo. "Cheguei no Grêmio, comecei a jogar bem, mas havia muitas opções, grandes jogadores como Zé Roberto e Elano. Nesse ano chegaram mais jogadores e vi que teria menos chances ainda."

A concorrência no time gaúcho fez com que o meia não fosse inscrito na Libertadores, o que o libera para atuar pelo Palmeiras na competição continental. Como a fase de grupos já está em andamento, Rondinelly torce pela classificação às oitavas de final, quando ele finalmente poderia ser inscrito no torneio.

"Graças a Deus não fui inscrito pelo Grêmio na Libertadores. Acredito muito e vou torcer para que o Palmeiras passe às oitavas de final e eu possa jogar. Se tiver que enfrentar o Grêmio, não terá problema algum", afirmou.

Nem mesmo o fato de ter que disputar a Série B do Campeonato Brasileiro desanimou o jogador durante a negociação. "Desde o início me dispus a vir. O Palmeiras é grande e fico contente por chegar em um bom momento (após a estreia com vitória na Libertadores e o empate no clássico com o Corinthians). O time está em uma crescente e espero poder ajudar".

Como vinha treinando normalmente no Grêmio e já iniciou os trabalhos no Palmeiras, Rondinelly se colocou à disposição para estrear já na próxima rodada do Campeonato Paulista. Neste domingo, o Palmeiras recebe o União Barbarense no Pacaembu, às 16 horas. "Estou treinando bem e se o professor precisar estou à disposição."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasRondinelly

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.