Meia suíço compara jogo com Honduras a 'final de Copa'

O meia Granit Xhaka está consciente do senso de urgência que a Suíça precisa ter na última rodada do Grupo E da Copa do Mundo, já que só uma vitória interessa para conseguir a classificação. O jogador do Borussia Mönchengladbach sabe da necessidade de conquistar o resultado e vê a equipe em um patamar acima de Honduras, o adversário desta quarta-feira, em Manaus

AE, Agência Estado

24 de junho de 2014 | 15h47

"Será como uma final de Copa do Mundo. Precisamos lutar e correr uns pelos outros. Precisamos da vitória, não tem mais o que dizer", disse Xhaka. "Temos uma equipe melhor e de mais qualidade que Honduras."

Segundo o suíço, sua seleção vem fazendo o que é preciso para conquistar a vaga. "Acredito que fizemos por merecer a nossa classificação para as oitavas de final. Queremos avançar a qualquer custo e vamos mostrar isso também contra Honduras", garantiu Xhaka.

Após duas rodadas da primeira fase, a Suíça bateu o Equador na estreia por 2 a 1, no dia 15, e perdeu para a França por 5 a 2, na última sexta-feira. Além de vencer Honduras, os suíços precisam torcer para que os equatorianos não ganhem dos franceses no outro jogo da chave - caso contrário, a equipe de Xhaka terá de tirar dois gols de saldo da equipe sul-americana.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolSuíça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.