Twitter/Borussia
Twitter/Borussia

Meio-campista que disputará a Copa pela Dinamarca assina com o Borussia Dortmund

Thomas Delaney tem 26 anos e disputou a última temporada pelo Werder Bremen. Filho de mãe dinamarquesa e pai norte-americano, jogador iniciou a carreira pelo Copenhagen

Estadão Conteúdo

07 Junho 2018 | 16h34

Com o fim da temporada e as atenções voltada para a Copa do Mundo, o Borussia Dortmund aproveitou para reforçar seu elenco nesta quinta, e justamente com um jogador que estará no torneio. O clube anunciou a contratação do meio-campista Thomas Delaney, que vai à Rússia com a seleção dinamarquesa.

+ Em Moscou, 'clima de Copa' chega primeiro com os colombianos

+ Mascherano minimiza fase argentina: 'Quando a Copa começa, acaba o favoritismo'

+ Tapumes em base da seleção e segurança reforçada já são rotina em Sochi

Delaney tem 26 anos e disputou a última temporada pelo Werder Bremen. Filho de mãe dinamarquesa e pai norte-americano, o jogador iniciou a carreira pelo Copenhagen, onde atuou até 2017. De acordo com a imprensa alemã, o Dortmund desembolsou 20 milhões de euros (cerca de R$ 92,3 milhões) para vencer a concorrência de clubes ingleses e contar com o jogador.

"Na verdade, eu sempre quis jogar no Campeonato Inglês em algum momento e tive ofertas para isso. Mas quando o Borussia Dortmund me chamou, não pensei duas vezes. Para mim, é um dos dez maiores clubes da Europa e um dos dois da Alemanha. O estádio é definitivamente o melhor da Europa", considerou.

O jogador ainda garantiu que vai corresponder ao estilo aguerrido cobrado pela fanática torcida do Dortmund. "Eu prometo que vou sempre jogar com o coração. E, com a Copa do Mundo prestes a começar, estou muito ansioso para o desafio no Borussia e vencer um ou dois títulos com a camisa do clube."

 

O Dortmund decepcionou na última temporada e não passou de uma quarta colocação no Campeonato Alemão, que foi suficiente para levá-lo à Liga dos Campeões. Com Delaney, chegou a seu terceiro reforço para 2018/2019, após adquirir o goleiro Marwin Hitz, do Augsburg, e o meio-campista Marius Wolf, do Eintracht Frankfurt.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.