Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Melhor da Libertadores, Emerson exalta companheiros

'Cada um tem um pedacinho desse prêmio, ele é de todos nós'

DANIEL BATISTA, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 10h57

SÃO PAULO - A histórica conquista corintiana na Libertadores aconteceu no dia 4 de julho, mas somente no último sábado o atacante Emerson, herói do título com os dois gols marcados na decisão diante do Boca Juniors, recebeu o prêmio de melhor jogador do torneio. Empolgado, ele fez questão de agradecer seus companheiros.

"Acho bacana pelo trabalho. Cada um tem um pedacinho desse prêmio, ele é de todos nós. Fico feliz, mas é um prêmio para todos. E o Corinthians é muito grande para se contentar com apenas uma Libertadores. Torço para conseguir levantar mais um caneco pelo Corinthians. E se papai do céu abençoar o trabalho, queremos retornar ao Brasil com um presente para essa torcida maravilhosa", declarou, já mirando a disputa do Mundial de Clubes.

Além de um troféu, Emerson recebeu um cheque de U$ 30 mil, valor que ele prometeu doar para uma instituição de caridade. O atacante é uma das principais esperanças corintianas para o Mundial, que acontecerá em dezembro, no Japão. Antes, no entanto, o time paulista encerra sua participação no Campeonato Brasileiro diante do São Paulo, domingo que vem, no Pacaembu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLibertadoresCorinthiansEmerson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.