Martin Dokoupil/Efe
Martin Dokoupil/Efe

Melhor do mundo, Modric diz: 'Cristiano Ronaldo está em outro nível de futebol'

Meia croata elege Ronaldo, Boban e Zidane como jogadores do passado com quem gostaria de ter jogado

Estadão Conteúdo

15 Outubro 2018 | 14h09

Reservado, discreto e humilde, o croata Luka Modric, do Real Madrid, eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa, disse, em entrevista à revista France Football, que o português "Cristiano Ronaldo está em outro nível de futebol".

Desta forma, o meia croata vê com normalidade o fato de o atacante português da Juventus ter maior exposição na mídia e ser, na prática, ainda considerado pela maioria das pessoas como o maior jogador da atualidade. "Sou uma pessoa mais tímida e reservada e não aprecio essa superexposição de mídia. Francamente, não me interessa muito ir além nessa área. O mundo ao meu redor me convém como é. Ronaldo está em outro nível de futebol e, finalmente, é normal que seja também do ponto de vista da mídia. Eu prefiro simplicidade", ressaltou o craque croata, em um dos trechos da entrevista revelada nesta segunda-feira pela publicação francesa.

Um dos indicados para receber a Bola de Ouro, tradicional prêmio da revista France Football, Modric prefere não se colocar como grande favorito para a cerimônia de 3 de dezembro. "Para dizer a verdade, não gosto de falar desta maneira e de proclamar: 'Sim, sou eu quem merece a Bola de Ouro!' O importante para mim é estar no campo, como estou há meses. Este ano de 2018 foi sem dúvida o melhor da minha carreira e meu único objetivo é continuar neste ritmo, neste momento. Você não vai me fazer dizer: 'Eu tenho que vencer!' Esta missão é a para os especialistas que votam. Está nas mãos deles", enfatizou.

Técnico e dono de um estilo refinado, Modric defende que o melhor futebol é aquele que é disputado com habilidade e técnica. "Há equipes que provam que você pode, ao mesmo tempo, ganhar e dar um bom show. Existem diferentes maneiras de entender o futebol, mas acho que é possível combinar os dois. Mesmo hoje, como a aptidão dos jogadores é maior do que nunca, ainda há espaço para talento e técnica. Para a busca do belo. E sempre será assim porque o futebol é um jogo que é jogado com a cabeça. Você pode colocar toda a força física que quiser, existe algo chamado inteligência do futebol, a inteligência do jogo, que sempre será essencial. O físico nunca suplantará a inteligência", disse o croata.

Como exemplo de bom futebol, Modric aproveita para apontar grandes nomes do passado com quem gostaria de ter atuado no mesmo time. "Primeiro gostaria de jogar ao lado de Boban, meu ídolo da seleção croata. Então, com Zidane, que tive a sorte de ter como treinador. E com quem vivemos os momentos mais belos da história do Real Madrid. E o terceiro é Ronaldo Nazário", revelou, ao se referir ao ex-atacante brasileiro.

Quanto ao futuro, Modric aponta o francês Kylian Mbappé como um dos nomes de destaque. "Mbappé é um talento extraordinário, uma promessa maravilhosa para o futuro, mas já mostrou um ótimo nível. Ele é realmente muito especial. Lembro-me que o meu colega de equipe Daniel Subasic disse um dia: 'Há um jovem jogador em Mônaco, você verá, ele é incrível e um dia ele será um dos melhores do mundo'. Ele já estava falando comigo sobre Mbappé quando ainda não era conhecido."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.