Marcelo Cortes/ Flamengo
Marcelo Cortes/ Flamengo

Melhor visitante do Brasileirão, Flamengo vai a Porto Alegre atrás da liderança

Equipe carioca tem 70% de aproveitamento como visitante e, na rodada passada, goleou Corinthians em São Paulo

Redação, Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2020 | 14h09

Nenhum time é tão bom fora de casa nesse Brasileirão como o Flamengo. Dono de mais de 70% de aproveitamento como visitante, os cariocas vão ao Beira Rio, às 18h15, fazer o duelo da liderança com o Internacional. A meta é tentar manter as boas apresentações para voltar ao Rio com a primeira colocação na bagagem.

Atual campeão, o Flamengo já ficou no "quase" duas vezes na luta pela liderança isolada. Não quer perder a terceira oportunidade. Ganhar no Sul significa não apenas se isolar, como abrir três pontos de vantagem. Ambos somam 34 pontos.

No Brasileirão, o Flamengo vem de impactante goleada sobre o Corinthians, em São Paulo, por 5 a 1. Já havia feito cinco gols diante do Bahia, em Salvador. Entre os grandes resultados ainda tem triunfo sobre o Santos na Vila Belmiro.

Dos oito jogos como visitante, o Flamengo ganhou cinco, empatou dois e perdeu apenas um. Com os principais nomes descansados, a aposta de Domenèc Torrent é por bela apresentação no Beira-Rio.

Assim com o Internacional, o Flamengo também preservou seus principais nomes na Libertadores. Se deu ao luxo de cravar a terceira melhor campanha com reservas diante do Junior Barranquilla.

Do time que goleou o Corinthians, o treinador espanhol não deve contar apenas com o atacante Bruno Henrique, suspenso. Pedro e Vitinho aparecerão no ataque com a missão de marcar os gols. Everton Ribeiro, motivado por nova convocação à seleção brasileira, tentará repetir a atuação de gols que teve na Neo Química Arena.

Mesmo querendo assumir a primeira posição o mais rápido possível, Domenèc evite pressão em seu grupo. "O (jogo) mais importante agora é o do Inter, mas não acaba o campeonato se perdermos ou ganharmos", adverte. "Não estamos nem no meio do Brasileiro, mas se ganharmos o jogo, temos uma vantagem", observa. Nas últimas edições do Nacional, virar o turno na liderança foi sinônimo de conquista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.