Melles prevê glórias para o esporte

"O futebol brasileiro foi passado a limpo", constatou nesta terça-feira o ministro do Esporte e Turismo, Carlos Melles, que prevê um ano de glórias para o futebol em 2002. O ministro assinalou como pontos positivos o encerramento das CPIs com boas recomendações, e a formação de Ligas. Na opinião de Melles, falta a reformulação da Confederação Brasileira de Futebol."Hoje, o futebol como negócio movimenta no mundo U$ 300 bilhões e, no Brasil, já chegamos a U$ 8 milhões. Espero que ele seja um grande negócio também para a geração de emprego e renda para o povo brasileiro", afirmou. Ele acredita que o futebol será um dos grandes destaques no esporte no próximo ano.Ao fazer um balanço de 2001, Carlos Melles considerou que o ano foi positivo para o esporte e o turismo. Em 2002, continuam os diversos programas lançados pelo Ministério do Esporte e Turismo, com destaque para o desenvolvimento dos Centros de Excelência Esportiva, que promovem o treinamento de atletas em diversas universidades federais. A expectativa é que cerca de 1.500 atletas de diferentes modalidades esportivas sejam avaliados de acordo com suas performances e orientados em programas de atividades.Projeto - O projeto Pintando a Liberdade, desenvolvido em penitenciárias, vem beneficiando cerca de 10 mil detentos, que participam da produção de material esportivo distribuído para crianças carentes. Até o final de 2002, o material produzido deve passar de um milhão e quinhentos mil itens para 4 milhões.A expectativa para o setor de turismo é que o crescimento seja de 10% em 2002. Este ano, no turismo interno brasileiro, o número de pessoas cresceu de 14 milhões para mais de 50 milhões. A entrada de turistas estrangeiros no país aumentou de 1 milhão e 800 mil para 5 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.