Menção honrosa, o prêmio de Cicinho

O lateral-direito Cicinho, do São Paulo, que na partida de ontem à noite, no Morumbi, contra o Palmeiras, pela Libertadores da América, marcou o gol de número 10.000 da história da Confederação Sul-Americana de Futebol, receberá como prêmio uma ?menção honrosa?. O São Paulo venceu por 2 a 0 e está classificado para as quartas-de-final da competição. A homenagem ao jogador brasileiro será em dezembro, durante a festa de lançamento da edição-2006 da Libertadores, em Assunção, no Paraguai. Segundo explicou hoje o secretário geral da Conmebol, Néstor Benítez, a entidade optou pelo ?certificado de reconhecimento? porque não costuma dar prêmios em dinheiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.