Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Arquivo/Estadão
Arquivo/Estadão

Mendieta e Valdivia são as dúvidas do Palmeiras para jogo no sábado

Os dois articuladores devem fazer exames médicos para avaliar as condições de atuar

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2013 | 07h56

SÃO PAULO - A vaga de articulador do time é a grande preocupação do técnico Gilson Kleina para escalar o Palmeiras para o jogo de sábado, contra o Paysandu, no Pacaembu, pela Série B. O chileno Valdivia e o paraguaio Mendieta devem fazer exames médicos amanhã para detectar se poderão atuar ou não.

Mendieta marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Joinville, fora de casa, o primeiro dele com a camisa do Palmeiras. Mas logo no primeiro tempo teve de ser substituído porque sentia dores na panturrilha direita após ter levado uma pancada. Já Valdivia está na Dinamarca, onde a seleção chilena goleou o Iraque por 6 a 0 em um amistoso ontem. O meia não atuou por estar com dores na coxa direita e só retorna ao clube nesta sexta-feira.

“Falei com o Valdivia por mensagem, no celular. Ele me deu parabéns pelo gol e disse que vai chegar ao Brasil e ver como está a lesão. Mas ele garantiu estar bem tranquilo”, contou ontem o Mendieta.

O jogador paraguaio afirmou que ainda sente a pancada e que vai conversar com os médicos para saber se poderá enfrentar o Paysandu. O substituto dele no jogo contra o Joinville foi Felipe Menezes, que teve atuação discreta.

Mesmo que a dupla Valdivia e Mendieta tenha condições, um fator a ser considerado pelo Palmeiras para a partida de sábado é a estreia da equipe na Copa do Brasil, marcada para três dias depois, quando recebe o Atlético-PR no Pacaembu pelas oitavas de final. Com o time em situação cômoda na Série B, existe a possibilidade de alguns jogadores serem poupados.

Se Kleina optar por uma equipe mista vai ter mais opções também para compor outros dois setores. O volante Sebastian Eguren estará de volta depois de integrar a seleção do Uruguai que bateu o Japão por 4 a 2 em amistoso ontem em Miyagi. Para o ataque, o artilheiro Alan Kardec estará à disposição depois de ter cumprido suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo.

Recompensa

Nesta quarta-feira o elenco foi liberado do treino. A atividade marcada previamente para a tarde foi cancelada e os atletas foram dispensados logo após o desembarque em Congonhas, pouco depois do meio-dia.

Nesta quinta-feira à tarde o time retoma as atividades e começa a projetar a 11.ª partida consecutiva de invencibilidade. E o Paysandu é um adversário que não aparenta trazer muitas dificuldades para o time líder da Série B e dono do ataque mais positivo e também da defesa menos vazada. da competição. A equipe paraense está na zona de rebaixamento e como visitante, perdeu as sete partidas que disputou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.