Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Menino de 5 anos chama a atenção de clubes europeus e ganha apelido de 'pequeno Messi'; veja lances

Zayn Ali impressionou olheiro do Arsenal, que o levou para treinar com crianças mais velhas na pré-academia da equipe inglesa

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2021 | 12h46

Zayn Ali, de apenas 5 anos, se tornou o jogador mais jovem da história a assinar contrato com o Arsenal. O menino faz parte da pré-academia do clube inglês, um passo anterior às categorias de base, e já mostra grande habilidade, mesmo treinando com crianças mais velhas. Apesar de ainda ser apenas uma criança, o garoto já é conhecido nas redes sociais como "pequeno Messi". 

O pai de Zayn contou em entrevista à BBC que o filho demonstra mais inteligência do que o esperado para alguém de sua idade e que tem a bola como companheira desde cedo. "Eu percebi no momento em que ele nasceu. Eu lembro que a enfermeira o colocou de bruços e ele, literalmente, levantou a cabeça e começou a olhar ao redor. Até ela ficou chocada", disse o pai.

"Ele era mais rápido, tinha melhor disposição em campo, batia e tocava a bola muito melhor do que os outros", conta o treinador da First Touch Academy, Austin Schofield, que descobriu o menino. Stephen Deans, olheiro do Arsenal, que está na 12ª colocação do Campeonato Inglês, foi o responsável por levar Zayn para a pré-academia do clube. "Esse menino está fazendo algo que ele não deveria estar fazendo. O jeito que ele chuta a bola, era muito preciso para alguém de sua idade", contou Deans. 

Como toda criança, Zayn lida com a situação brincando e não está muito preocupado com a pressão criada por outros. "Gosto de vestir a camisa e jogar com os meninos maiores", afirmou. Além de jogar com garotos de sua idade, ele também enfrenta crianças dos 7 aos 9 anos. 

Quando assinou com o Arsenal, o menino ainda tinha 4 anos. Ele, que declarou que o clube de Londres é seu favorito, comemorou seu aniversário de cinco anos há uma semana. O tema da festa: o Paris Saint-Germain. Outras grandes equipes europeias já procuraram a família de Zayn para tentar contratar o próximo talento do futebol, mas, por enquanto, o menino segue em Londres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.