Menor que jogou bomba na Vila é solto

O menor P.G., de 15 anos, foi liberado no final da tarde desta segunda-feira para voltar ao Rio de Janeiro pela juíza Elizabeth Lopes de Freitas, do Juizado da Infância e Adolescência. Ele foi apreendido domingo à tarde na Vila Belmiro, depois de atirar uma bomba de fabricação caseira nos torcedores do Santos. Seu pai, Wallace Gioseffi, assinou o termo de responsabilidade para liberar o rapaz, que mora na zona sul carioca e está cursando o segundo ano do ensino médio. Ele repetiu sua versão já revelada no 7º Distrito Policial, de que atirou de volta o pacote que havia sido jogado pelos torcedores santistas. O processo para apurar o incidente correrá em Santos e, se for considerado culpado, o menor poderá ser condenado a internação por um período de seis meses a três anos.

Agencia Estado,

11 Março 2002 | 19h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.