Paulo Pinto / São Paulo
Paulo Pinto / São Paulo

Mês do desgosto? São Paulo vive agosto quase perfeito no Brasileiro

Clube consegue seu segundo melhor desempenho no mês na história do torneio nacional desde 1971

O Estado de S. Paulo

01 Setembro 2018 | 11h00

Diz o ditado popular que agosto é o mês do desgosto, mas o São Paulo não teve do que reclamar sobre os últimos 31 dias de 2018, ao menos em relação ao Campeonato Brasileiro. Com vitórias em quase todos os jogos disputados no período, alcançou a liderança na tabela e não a perdeu mais.

De acordo com estatísticas do clube, o desempenho de quatro vitórias e um empate (86,6% de aproveitamento) foi o segundo melhor do São Paulo em um mês de agosto na história. Desde 1971, apenas em 2007 a performance se mostrou superior, com 90% de aproveitamento obtidos graças às seis vitórias e a um empate alcançado naquela ocasião.

A série positiva de 2018 teve início logo no quinto dia do mês, com a vitória (2 a 1) sobre o Vasco que levou a equipe de volta à liderança após um hiato de três anos sem terminar uma rodada do Nacional à frente dos concorrentes. De lá para cá, a equipe de Diego Aguirre não abandonou mais o topo. Confira a sequência:

5/8 - São Paulo 2 x 1 Vasco

12/8 - Sport 1 x 3 São Paulo

19/8 - São Paulo 2 x 0 Chapecoense

22/8 - Paraná 1 x 1 São Paulo

26/8 - São Paulo 1 x 0 Ceará

"Nosso time quer manter o embalo para seguir bem no campeonato. Agosto foi bom, e queremos que setembro seja ainda melhor", falou o lateral-esquerdo Reinaldo, ao site oficial do clube. O primeiro desafio do mês que se inicia será neste domingo, contra o Fluminense, às 16h, no Morumbi.

O único porém desse agosto dos sonhos foi a Copa Sul-Americana. No dia 2, o time perdeu em casa para o Colón-ARG, por 1 a 0. Apesar de ter devolvido o placar e vencido na Argentina, no dia 16, a equipe acabou eliminadas nos pênaltis (5 a 3).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.