Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mesmo após derrota, Ponte Preta ainda mantém discurso de sonhar com o G4

A Ponte Preta não tem muito tempo para lamentar a derrota da última quarta-feira para o Figueirense, por 1 a 0, em Campinas. O time já voltou aos trabalhos e mantém a confiança numa vitória sobre o Flamengo, domingo, em Brasília, às 18 horas, no estádio Mané Garrincha, pela 36.ª rodada do Brasileiro, para seguir com chances de ir à Copa Libertadores do ano que vem. A Ponte é a nona colocada, com 50 pontos. Está a seis do G4 - o São Paulo soma 56.

Estadão Conteúdo

20 de novembro de 2015 | 19h05

Mas parece que o sonho de chegar ao G4 ficou distante. Como a meta é trabalhar "jogo a jogo" vai até Brasília para buscar a reabilitação de duas derrotas seguidas e até para melhorar sua posição na tabela. O time jogou mal contra o Figueirense, em casa, e perdeu com um pênalti inexistente.

Para o duelo contra o Flamengo, o técnico Felipe Moreira deverá fazer apenas uma mudança em relação a última partida. O lateral-esquerdo Gilson, que estava suspenso com três cartões amarelos, volta no lugar de Juninho, volante improvisado no setor que ficará como opção no banco de reservas. O técnico, porém, deixou no ar a possibilidade de colocar o atacante Diego Oliveira na vaga do meia Cristian, de 36 anos, que viveu uma temporada desgastante e tem sentido fisicamente o ritmo forte de jogos.

O time treinou nesta sexta-feira à tarde no Centro de Treinamento e deve fazer uma movimentação tática e rachão no sábado cedo, antes do embarque para Brasília. O Mané Garrincha foi escolhido pelo Flamengo, mandante do jogo. O time carioca segurou o empate sem gols com o Santos, quinta-feira, na Vila Belmiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.