Portuguesa/Site
Portuguesa/Site

Mesmo apostando em evolução do time, Martins deixa o comando da Portuguesa

Ainda sem nenhuma vitória na Série A2 do Campeonato Paulista, treinador opta por deixar o comando da equipe

Redação, Estadão Conteúdo

19 de fevereiro de 2019 | 14h22

Ainda sem nenhuma vitória na Série A2 do Campeonato Paulista, o técnico Luís Carlos Martins entregou o cargo nesta terça-feira e não é mais técnico da Portuguesa. Ele deixa o time após a derrota para a Inter de Limeira no último domingo, por 3 a 2, no Canindé. Na visão do treinador, o elenco tem qualidade e está crescendo aos poucos, mas deixou escapar pontos bobos e vem sofrendo com a pressão interna no clube.

Ele comandou a Portuguesa em oito jogos, com cinco empates e três derrotas. Reconhecido como "Rei do Acesso" no interior do Estado, Martins não conseguiu repetir os bons trabalhos que construiu na carreira.

"Eu acho que, nesse momento, é melhor eu deixar o clube. Acredito que vai ser o melhor para o clube buscar um novo técnico, que traga uma nova energia, que consiga buscar os resultados que o time precisa", declarou.

A Portuguesa atravessa a pior crise da sua história. Com dívidas trabalhistas, o estádio Canindé penhorado, o clube está sem divisão nacional e na Série A2 do Campeonato Paulista. Internamente, a situação política também não é estável. O exemplo mais recente é o cancelamento, no dia 18, das eleições gerais por falta de candidatos. A convocação era de uma Assembleia Geral e escolha do conselho de orientação e fiscalização (COF) e do Conselho Deliberativo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.