Guillermo Granja/Reuters
Guillermo Granja/Reuters

Mesmo classificada, seleção argentina terá força máxima

Alejandro Sabella convoca seus principais jogadores para os jogos contra Peru e Uruguai

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2013 | 17h04

BUENOS AIRES - Mesmo classificada para a Copa do Mundo do ano que vem, no Brasil, a Argentina terá força máxima para os dois últimos jogos das Eliminatórias Sul-Americanas. Nesta sexta-feira o técnico Alejandro Sabella anunciou a lista de convocados para enfrentar Peru e Uruguai, respectivamente nos dias 11 e 15 de outubro, e terá até mesmo Javier Mascherano, que tem uma lesão na coxa e só deve ficar disponível para o segundo desses jogos.

De resto, ninguém será poupado, apesar do especulado pedido de clubes europeus para que seus jogadores fossem preservados dessas partidas que servem apenas para a Argentina ganhar entrosamento e tentar confirmar a primeira colocação nas Eliminatórias - o que, na prática, não muda nada a situação da seleção.

A única novidade é a presença do volante José Sosa, do Metalist da Ucrânia, que volta a receber chance depois de não ter sido convocados para os últimos jogos. A lista de 23 anos, sem nenhum atleta que atue no Brasil, deve ser completada com alguns jogadores que militam no próprio futebol argentino, como o goleiro Órion e o volante Fernando Gago.

Confira a lista de convocados pela Argentina:

Goleiros - Sergio Romero (Monaco) e Mariano Andújar (Catania).

Defensores - Pablo Zabaleta (Manchester City), Hugo Campagnaro (Inter de Milão), Fabriccio Coloccini (Newcastle), Marcos Rojo (Sporting), José Basanta (Monterrey), Cristian Ansaldi  (Zenit), Federico Fernández (Napoli) e Ezequiel Garay (Benfica).

Meio-campistas - Ever Banega (Valencia), Augusto Fernández (Celta), Lucas Biglia (Lazio), Angel Di María (Real Madrid), Ricardo Alvarez (Inter de Milão), Erik Lamela (Roma) e Javier Mascherano (Barcelona).

Atacantes - Lionel Messi (Barcelona), Sergio Agüero (Manchester City), Ezequiel Lavezzi (PSG), Rodrigo Palacio (Inter de Milão) e Gonzalo Higuaín (Napoli).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.