Mesmo com 10, Sporting empata com Braga e conquista Copa de Portugal nos pênaltis

Apesar de jogar com 10 jogadores durante mais de 1 hora e meia, o Sporting conquistou neste domingo a Copa de Portugal após empatar a final com o Braga por 2 a 2 e vencer a competição nos pênaltis. O time de Lisboa conseguiu empatar a partida de forma histórica, após ter jogado o duelo desde os 15 minutos com apenas dez jogadores e estar perdendo por 2 a 0 até os 39 minutos do segundo tempo. Com o título, o Sporting levantou assim seu primeiro grande título depois de 7 anos de jejum, conquistando a sua 16ª Copa de Portugal, o mesmo número de títulos do Porto e nove a menos que o Benfica.

Estadão Conteúdo

31 de maio de 2015 | 17h45

O duelo começou de forma emocionante, com o Braga abrindo o marcador logo aos 15 minutos. Eder marcou de pênalti, no lance que provocou a expulsão de Cédric, e pôs a sua equipe em vantagem. Rafa Silva ampliou o marcador aos 25 minutos de jogo.

Na volta do intervalo, quando todos acreditavam que o Braga levantaria o título, o Sporting reagiu com Slimani aos 39 minutos e empatou a partida no último minuto, com Fredy Montero.

Após uma prorrogação sem gols, o Sporting garantiu a conquista com Adrien Silva, Nani e Slimani, que converteram suas penalidades. Possivelmente atordoados depois da reação do adversário, Andre Pinto, Eder e Salvador Agra perderam suas cobranças e viram o time da capital levantar sua 16ª Copa, a primeira desde 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa de PortugalSportingBraga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.