Mesmo com 9, Flu bate Volta Redonda

Com uma atuação irregular e nove jogadores em campo, o Fluminense derrotou - de virada -, o Volta Redonda, por 2 a 1, na abertura do octogonal decisivo do campeonato estadual, neste sábado à tarde, no Maracanã. O Tricolor quase foi surpreendido pelo bom desempenho do adversário, que empatava a partida até os 43 minutos do segundo tempo. O gol marcado logo aos 5 minutos do primeiro tempo refletiu o melhor posicionamento em campo do Volta Redonda. O lateral-esquerdo Vitor recebeu a bola e, de dentro da área, tocou na saída do goleiro tricolor, Murilo, inaugurando o placar. Após o gol, o Fluminense conseguiu se organizar um pouco e armou algumas jogadas ofensivas. O atacante Magno Alves teve duas oportunidades para empatar a partida, mas as desperdiçou. Em desvantagem no marcador, o técnico tricolor, Robertinho, armou o time com três atacantes no segundo tempo. Marco Brito entrou no lugar do meia, Andrezinho, e formou o ataque com Magno Alves e Roni (que havia substituído Agnaldo, que sofreu uma contusão nos olhos). As mudanças feitas por Robertinho deram resultado e o Fluminense melhorou seu desempenho e, numa cobrança de escanteio, o zagueiro Léo cortou a trajetória da bola com a mão e o juiz, Jorge Rabelo, marcou pênalti. Roni cobrou e empatou o confronto, aos 14 minutos. Aos 28 minutos, o meia Alex, que havia substituído Carlos Alberto, sofreu uma torção no joelho esquerdo e o Fluminense ficou com dez jogadores, porque o treinador já havia realizado as três mudanças permitidas. Dez minutos depois, Roni foi expulso pelo juiz por reclamação, e o time ficou com nove atletas em campo. A virada do Fluminense aconteceu aos 43 minutos, com Marco Brito, que aproveitou uma confusão na área, fez o segundo gol e assegurou a vitória da equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.