Wilton Junior;Estadão
Wilton Junior;Estadão

Mesmo com Caboclo pressionado, Juninho diz que seleção tem 'respaldo total'

Coordenador da seleção afirma que CBF dá respaldo total à comissão técnica e que críticas de dirigentes ao presidente da CBF, Rogério Caboclo, não interferem no dia a dia

Marcio Dolzan, Estadao Conteudo

14 de maio de 2021 | 14h46

Coordenador da seleção brasileira, Juninho Paulista afirmou nesta sexta-feira, durante a coletiva de imprensa após o anúncio dos convocados para os dois próximos jogos da equipe nas Eliminatórias, que a direção da CBF segue dando "respaldo total" à comissão técnica, mesmo em um período em que o presidente da entidade, Rogério Caboclo, passa por enorme pressão nos bastidores.

Veladamente, o cartola tem sofrido críticas de dirigentes de clubes e federações e nos últimos dias foi revelado o descontentamento de alguns funcionários da própria CBF com posturas de Caboclo. Segundo reportagens da ESPN e do GE, foram usados termos como "errática" e "inadequada" para se referir à forma como o dirigente tem se comportado. Apesar disso, ele não quis se manifestar.

Questionado sobre se essa pressão tem interferido no trabalho da comissão técnica, Juninho tomou a palavra para ressaltar que ele é quem faz "a comunicação entre a direção e a comissão técnica", e assegurou que o tema não respingou no trabalho deles.

"O que eu posso dizer é que a gente tem acompanhado na imprensa o que foi publicado, mas esse assunto não interferiu no nosso dia a dia, na nossa dinâmica de trabalho. O trabalho seguiu normalmente durante esse período", afirmou o coordenador.

Mais tarde, Juninho retomou espontaneamente o assunto para, em suas palavras, "complementar" sua resposta. "Sim, nós estamos tendo o respaldo total - nós que eu digo, o departamento de seleções, eu e o Branco (da equipe olímpica). Continuamos recebendo o respaldo total por parte do presidente Caboclo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.