Divulgação/Botafogo
Divulgação/Botafogo

Mesmo com derrota em clássico, Botafogo celebra evolução do ataque

Apesar do quinto tropeço consecutivo, Eduardo Barroca busca destacar pontos positivos da equipe

Redação, Estadão Conteúdo

29 de julho de 2019 | 09h26

O Botafogo entrou em campo para enfrentar o Flamengo, domingo, no Maracanã, tendo de superar dois jejuns: de gols e vitórias. Ao fim do compromisso, válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time até havia conseguido encerrar um deles, mas deixou o campo derrotado por 3 a 2, ampliando a sequência de resultados ruins.

Após o compromisso, o quinto tropeço consecutivo da sua equipe, com quatro derrotas e um empate, o técnico Eduardo Barroca preferiu exaltar a evolução do setor ofensivo, avaliando que a equipe está em crescimento. "Já tinha tido crescimento do Santos para o Galo, tanto na criação quanto nas finalizações, hoje continuamos tendo crescimento, que culminou com os dois gols", disse.

Barroca também apontou o espírito de luta do Botafogo, que abriu o placar do clássico, levou a virada, conseguiu a igualdade em 2 a 2, mas depois sucumbiu diante do rival. Para ele, a postura do clássico poderá render bons frutos se for repetida na sequência da temporada.

"Primeiro precisa exaltar a atuação e o espírito do Botafogo. Começou com atitude muito boa, abriu vantagem, a bola parada entrou muito bem. Pressionou muito bem a equipe do Fla, conseguimos voltar a fazer o gol. Criamos, tivemos a chance do segundo gol quando estava empatado. Com certeza o Botafogo vai tirar proveito dessa atitude", afirmou.

As críticas de Barroca e do Botafogo ficaram reservadas ao trabalho do árbitro Raphael Claus, que, na sua visão, poderia ter expulsado os flamenguistas Rafinha e Cuéllar. "Não costumo falar de arbitragem, sou homem de assumir minhas responsabilidades, mas a arbitragem do Raphael não foi do nível que costuma ser", reclamou Barroca.

Derrotado, o Botafogo caiu para o décimo lugar no Brasileirão, com 16 pontos. O time voltará a jogar na quarta-feira, quando vai visitar o Atlético-MG, no Independência, para o duelo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Na ida, a equipe mineira venceu por 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.