Mesmo com derrota, Hiddink se diz orgulhoso com seu time

O técnico da Austrália, o holandês Guus Hiddink, disse estar orgulhoso de sua seleção após a derrota para o Brasil por 2 a 0, neste domingo, em Munique, mas lamentou as chances perdidas, que fizeram a diferença no placar. "Fizemos um grande trabalho. No segundo tempo aumentamos a pressão e tivemos boas ocasiões que infelizmente não foram aproveitadas", disse o técnico ao término do jogo. O atacante Mark Viduka concordou com seu treinador e até chegou a insinuar que o os australianos poderiam ter empatado ou até vencido o jogo: "Jogamos muito bem e quem sabe em um dia diferente poderíamos ter conseguido um resultado melhor." Apesar da derrota, Hiddink olha com otimismo para o futuro, e, após a vitória na estréia contra Japão por 3 a 1, a meta é passar às oitavas-de-final. "Agora queremos alcançar a fase seguinte, o que seria algo completamente inesperado. É um prazer trabalhar aqui na seleção australiana", concluiu o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.