Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Mesmo com desgaste, auxiliar projeta Palmeiras na 'força máxima' contra Libertad

Contusões musculares são um problema e tiraram de ação Luiz Adriano e Patrick de Paula, este que só deve voltar a jogar em janeiro

Redação, Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2020 | 10h38

Auxiliar de Abel Ferreira no Palmeiras, João Martins falou sobre a sequência desgastante de jogos que deixou alguns jogadores no limite físico e fez a comissão técnica preservar titulares na vitória por 3 a 0 sobre o Bahia, sábado, no Allianz Parque pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No duelo diante dos baianos, o meio-campista Danilo, por exemplo, foi preservado. O time alviverde tem enfrentado uma série de desfalques nos últimas semanas, entre casos de covid-19, lesões e suspensões. As contusões musculares são um problema e tiraram de ação Luiz Adriano e Patrick de Paula, este que só deve voltar a jogar em janeiro.

Diante desse cenário, a comissão técnica optou por preservar alguns atletas contra o Bahia para tê-los mais descansados para o duelo decisivo diante do Libertad, na próxima terça-feira, pelas quartas de final da Copa Libertadores. João Martins destacou que o clube tem andado "no limite" com essa maratona desgastante, que também envolve jogos da Copa do Brasil. O Palmeiras e o Grêmio são os únicos que disputam três competições nesta reta final da temporada.

"Desgastante são todos os jogos, eles têm 90 minutos. É preciso lutar e andar no limite muitas vezes. E temos feito essa gestão. Contra o Bahia fizemos algumas mudanças por nível físico. Agora os que jogaram se recuperam e queremos todos bem e na força máxima na terça-feira", explicou João Martins.

No duelo de volta diante dos paraguaios, o Palmeiras tem a vantagem de empatar sem gols, já que a primeira partida em Assunção terminou em 1 a 1. Qualquer vitória garante a classificação à semifinal da Libertadores.

"Uma das coisas que focamos muito depois do jogo do Libertad é que temos que impor e consolidar nosso jogo. Não fizemos na última terça (no Paraguai), conseguimos e temos que conseguir na terça. Mostramos aos jogadores que independentemente da condição do adversário temos que impor nosso jogo. Trabalhamos muito nisso (contra o Bahia) e trabalharemos assim na terça", disse João Martins.

O auxiliar número 1 na comissão técnica deve ter feito seu último jogo no comando interino da equipe, já que a tendência é de que Abel Ferreira volte a dirigir o time na terça-feira. Ele cumpre os últimos dias de isolamento em um hotel em São Paulo após testar positivo para a covid-19 no dia 4 deste mês.

Para a partida decisiva, Zé Rafael, que cumpriu suspensão, e Danilo, poupado contra o Bahia, ficam novamente à disposição. Lucas Lima, por outro lado, está suspenso por ter sido expulso no Paraguai e não joga. Luiz Adriano iniciou transição física na sexta-feira e ainda não deve ter condições de jogo. Felipe Melo e Wesley seguem em recuperação de cirurgia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.