Mesmo com Diego Souza e Lenny, Palmeiras perde a primeira

Derrota por 1 a 0 diante do Ituano não é perdoada pela torcida, que vaia a equipe após o término do jogo

Alan Rafael Villaverde, estadao.com.br

30 de janeiro de 2008 | 23h18

As estréias de Diego Souza e Lenny foram ofuscadas pelas vaias da torcida do Palmeiras, que não jogou bem e perdeu para o Ituano por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Paulista, disputada na cidade de Piracicaba. Veja também: Classificação Calendário / Resultados   Luxemburgo avisa que não vai tolerar 'corpo mole'Com o resultado, o Palmeiras amarga sua primeira derrota na competição e, com oito pontos, pode sair do grupo dos quatro primeiros colocados ao final da rodada. Já o Ituano chegou ao sete pontos e começa a ser caracterizado como um time que gosta de tirar pontos dos times da capital, já que havia vencido a Portuguesa e empatado com o São Paulo. Tido como a grande contratação do Palmeiras neste começo de temporada, Diego Souza estreou como pôde; o atleta buscou o jogo e, por muitas vezes, fez o papel de centroavante, tendo ao menos quatro chances para marcar seu gol. As oportunidades, no entanto, não eram claras, a não ser aos 31 minutos, quando Valdívia agiu como pivô, tocando para a chegada do volante que, ansioso, chutou fraco, em cima do goleiro adversário.O Ituano, por sua vez, mantinha um bom esquema defensivo, sempre com dois jogadores cobrindo os laterais palmeirenses, Elder Granja e Leandro, responsáveis pelas principais jogadas do ataque palmeirense. Neutralizando tal jogada, o Ituano passou a explorar os contra-ataques e, aos 11 minutos, chegou ao gol. Vinícius - que pertence ao Palmeiras - fez bela jogada pela direita e tocou para a chegada de Peter que, espertamente, cruzou para Alex Afonso, que só teve o trabalho de desviar a bola para a conclusão de calcanhar de Felipe. O atacante Alex Afonso ainda perdeu mais duas boas chances para aumentar o placar.Sem conseguir desenvolver sua principal jogada, o Palmeiras passou a centralizar os lances em Valdívia que, por sua vez, estava muito bem marcado, cabendo à Willian a função de armação da equipe, sem sucesso. Ao ver os problemas em sua equipe, o técnico Vanderlei Luxemburgo optou por promover outra estréia na equipe: a do atacante Lenny, que entrou no lugar de Willian. O ex-jogador do Fluminense mostrou serviço logo no primeiro minuto, quando desviou a bola, que bateu no braço do defensor do Ituano, dentro da área. O árbitro interpretou bola na mão, apesar da reclamação palmeirense.  Palmeiras 0 Diego Cavalieri; Elder Granja, Gustavo, Dininho e Leandro (Valmir); Pierre    , Martinez (Wendel), Diego Souza e Valdívia    , Willian (Lenny    ) e Alex Mineiro Técnico: Vanderlei Luxemburgo  Ituano 1 Diego; Círio    , Murilo Ceará, Peter     e Lino; Almir, Serginho (Daniel), Moacir (Éder) e Vinícius    ; Felipe e Alex Afonso (Cris    ) Técnico: Pintado Gols: Felipe, aos 11 minutos do primeiro tempo; Árbitro: Claudinei Forati SilvaRenda: R$ 342.025,00Público: 12.842 pagantesEstádio: Barão de Serra Negra, Piracicaba Apesar de contar com o apoio de mais de 12 mil torcedores, o Palmeiras entrou em colapso no meio-campo. Jogadas não eram mais realizadas, deixando Valdívia sem função alguma. A saída que Luxemburgo encontrou foi tirar Martinez para a entrada de Wendel, deslocando Elder Granja para o meio-campo. O time melhorou e começou a criar boas chances para igualar o marcador, mas o lance que chamou mais a atenção aconteceu aos 34 minutos, quando Valdívia disputou a bola com seu marcador e parou no chão. O árbitro não entendeu o lance como faltoso. No minuto seguinte, Lenny chutou com muito perigo, mas a bola foi para fora.Na base do "abafa", o Palmeiras deixou a tática de lado e passou a explorar jogadas esporádicas pelo meio, facilitando a defesa do Ituano. Aos 45, Valdívia cobrou escanteio e Dininho chutou para fora, perdendo boa chance. Já a torcida perdeu a paciência e não perdoou: vaiou o time ao término da partida.Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta Noroeste no sábado, às 18h10, em Bauru, sem Valdívia, que cumprirá suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo recebido. Já o Ituano encara o Rio Claro, no mesmo dia e horário, em Itu.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasPaulistão A-1Ituano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.