Nelson Almeida/AFP
Nelson Almeida/AFP

Mesmo com efeito suspensivo parcial, Felipe Melo será desfalque contra o Corinthians

Volante volta a ficar à disposição contra Bahia, Grêmio e Fluminense antes de recurso do Palmeiras ser julgado pelo STJD

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2019 | 08h45

Mesmo com o efeito suspensivo parcial concedido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na última terça-feira, o volante Felipe Melo ainda será desfalque do Palmeiras no clássico contra o Corinthians no próximo sábado, no Pacaembu. De acordo com a decisão do auditor Antônio Vanderlei de Lima, o jogador terá de cumprir dois dos cinco jogos que pegou de punição antes de poder voltar a atuar até o julgamento do recurso do Palmeiras.

Como já cumpriu um jogo de pena, ficando de fora da vitória de 2 a 1 contra o Vasco, o volante volta a ficar à disposição para os jogos com Bahia, Grêmio e Fluminense. 

Felipe Melo foi enquadrado no artigo 258-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata sobre provocar o público durante a partida. Ao sair de campo, após a derrota do time por 2 a 0, o volante fez gestos apontando os órgãos genitais e acabou denunciado com base em imagens gravadas pelo celular por um torcedor do Santos.

Apesar de não ter sido citado na súmula, Felipe Melo foi a julgamento porque houve denúncia oferecida pelo Procurador do STJD, Felipe Bevilacqua. A pena máxima prevista para o artigo é de seis jogos, porém o relator do processo, Alexandre Magno, recomendou que a sanção fosse de cinco partidas. A decisão ganhou votos favoráveis da maioria dos auditores.

Nos votos, os auditores criticaram a conduta do jogador e ressaltaram que Felipe Melo já foi réu em outros processos. "Parece que a gente faz papel de bobo. Ele faz uma transação com esse tribunal, nós damos uma segunda chance. E ele faz tudo de novo. Enquanto ele não aprender, ele vai estar neste Tribunal", comentou João Riche durante a sessão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.