André Penner/EFE
André Penner/EFE

Mesmo com goleada e boa atuação, Pablo lamenta queda do São Paulo: 'Vergonhoso'

Atacante fez dois gols contra o Binacional na despedida da equipe da Libertadores

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2020 | 00h17

Pablo encerrou um jejum de 11 jogos sem gols pelo São Paulo nesta terça-feira e liderou a equipe ao marcar duas vezes nos 5 a 1 sobre o Binacional, um resultado que rendeu ao time a consolação de se garantir na segunda fase da Copa Sul-Americana. Ainda assim, não viu motivos para comemorar, apontando ser inaceitável a queda do time na fase de grupos da Libertadores, definida com uma rodada de antecedência. 

"Em termos de resultado o jogo de hoje, sim, é bom vencer e fazer gols. Mas não estamos satisfeitos porque estamos fora da Libertadores. Em um clube como São Paulo não é negociável. Tem de jogar e classificar. Não conseguimos. O sentimento é de insatisfação", afirmou o atacante, em entrevista ao Fox Sports. 

O São Paulo fechou a sua participação na Libertadores com apenas sete pontos somados, em terceiro lugar no Grupo D, atrás de River Plate e LDU. Assim, ao fazer um balanço da participação da equipe no torneio, admitiu que ela foi "ruim". 

"Não classificamos. Um clube como São Paulo não avançar na fase de grupos é vergonhoso. Estamos tristes, insatisfeitos. Mas seguimos. Temos Copa do Brasil, Brasileiro, Sul-Americana. Tem de focar no domingo: é um jogo importantíssimo na temporada. Esse é o objetivo agora", disse. 

Pablo foi um dos reservas escalados no time misto de Diniz, tendo marcado duas vezes, o que o levou aos nove gols na temporada, se igualando a Brenner como artilheiro do São Paulo em 2020. 

Na Sul-Americana, o São Paulo conhecerá o seu adversário na segunda fase em sorteio marcado para sexta-feira, se juntando aos brasileiros Bahia e Vasco, que avançaram na etapa inicial. E o time voltará a campo no domingo, quando enfrentará o Fortaleza, no Morumbi, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. O jogo de ida, no Castelão, terminou empatado em 3 a 3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.