Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Mesmo com tempo para trabalhar, Muricy refuta Ganso e Jadson juntos

Treinador em nenhum momento colocou os meias para atuarem lado a lado na pré-temporada

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

17 de janeiro de 2014 | 04h53

SÃO PAULO - Ao menos por enquanto não existe lugar para Paulo Henrique Ganso e Jadson no time titular do São Paulo. Nas atividades que realizou até aqui com a equipe, o treinador em nenhum momento testou os dois meias na equipe e já deixou claro que o camisa 10 precisará esperar a oportunidade e continuará no banco de reservas.

Os primeiros treinos revelaram uma formação tática bastante parecida com a que terminou o ano passado, com a diferença que Denilson virou o terceiro zagueiro (função que era exercida por Rodrigo Caio em 2013) e Wellington foi avançado para a direita, ocupando a faixa de Douglas na última temporada. Ganso e Maicon são as válvulas de escape. Jadson, por sua vez, segue fora por opção.

Havia a expectativa que Muricy usasse a pré-temporada para tentar entrosar os meias e dar ao time mais criatividade, mas por ora o treinador refutou o esquema e tenta achar uma formação que deixe a equipe mais resguardada. Ao menos da parte de Ganso, não seria problema ter Jadson ao seu lado.

"Não seria problema porque fizemos no ano passado. Eu e o Jadson juntos podemos nos entender e espero que possam acontecer essas situações para que todo mundo possa jogar e aproveitar sua oportunidade", afirmou o jogador. Jadson marcou o gol da vitória sobre a seleção dos Estados Unidos no jogo-treino realizado na última quinta-feira no CT da Barra Funda, mas nem assim convenceu o treinador.

Sem os dois criadores de ofício lado a lado, Muricy tenta imprimir mais velocidade à equipe e exigiu muitos toques em velocidade no treino tático realizado no CT de Cotia. Para Ganso, a forte cobrança é boa para dar uma nova cara ao time em 2014.

"Estamos trabalhando mais o passe rápido em dois toques para chegar na área do adversário com mais homens para poder surpreender com mais jogadores. Foi um treino muito bom", elogiou Ganso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.