Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Mesmo com vantagem, Corinthians treina pênaltis antes de decisão no Uruguai

Equipe de Carille venceu primeira partida diante do Montevideo Wanderers por 2 a 0

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2019 | 21h55

O técnico Fabio Carille dedicou uma parte do treino realizado na tarde desta quarta-feira em Montevidéu à cobrança de pênaltis. Embora o Corinthians tenha boa vantagem com os 2 a 0 conquistados no jogo em Itaquera sobre o Montevideo Wanderers, o treinador se mostrou precavido antes de decidir uma vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana nesta quinta-feira, às 21h30.

O Corinthians pode até perder por um gol de diferença ou por dois, desde que marque um gol (3 a 1, 4 a 2), para confirmar a vaga. Se perder por 2 a 0, haverá decisão nos pênaltis. Na próxima fase, o adversário será Peñarol ou Fluminense.

O treino desta quarta aconteceu no Complexo Desportivo Los Céspedes, que pertence ao Nacional, algoz do próprio Corinthians nas oitavas de final da Libertadores de 2016.

Com portões fechados, Carille fez um trabalho tático com os titulares. A equipe deve ter sete mudanças em relação ao time que venceu o Fortaleza por 3 a 1. Pausa da sequência de jogos, Carille dará um descanso para Manoel, Danilo Avelar e Júnior Urso. Pedrinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Jadson, que trata de um problema pessoal, não viajaram para o Uruguai.

A novidade é o retorno de Sornoza, que ficou fora da vitória sobre o Fortaleza por causa de um edema na coxa direita. A tendência, no entanto, é que comece no banco de reservas. Mateus Vital deve ser o responsável pela armação das jogadas. Pedrinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não viajou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.