Damien Meyer/AFP
Damien Meyer/AFP

Mesmo desfalcado, PSG bate Brest fora de casa e amplia sua vantagem no Francês

Argentinos decidem para a equipe de Paris, que agora tem nove pontos de vantagem na liderança do torneio

Redação, Estadão Conteúdo

09 de novembro de 2019 | 19h56

Sem Neymar, ainda se recuperando de uma lesão, e Mbappé, poupado pelo técnico Thomas Tuchel, o Paris Saint-Germain contou com o talento de uma dupla de argentinos para bater o Brest por 2 a 1, fora de casa, neste sábado, pela 13.ª rodada do Campeonato Francês.

Mauro Icardi e Angel di María marcaram os gols do time da capital francesa, que aumentou a sua vantagem para o segundo colocado, o Angers, para nove pontos. Enquanto o PSG chegou aos 30, o time do oeste do país, que apenas empatou sem gols com o Reims, tem agora 21.

O primeiro gol do jogo saiu aos 42 minutos da etapa inicial. Di Maria recebeu um passe preciso de Draxler para tocar por cima do goleiro e abrir o placar. O lance foi verificado pelo VAR e o gol acabou sendo confirmado.

Os visitantes conseguiram sustentar a vantagem até os 27 do segundo tempo, quando o meia-atacante Samuel Grandsir chutou rasteiro para deixar tudo igual no placar, aproveitando uma assistência de Yoann Court.

De repente, as coisas ficaram difíceis para o PSG, mas a solução para esse problema estava no banco de reservas. Icardi entrou em campo aos 35, no lugar de um apagado Edinson Cavani, e marcou o gol da vitória cinco minutos depois, concluindo uma boa jogada de contra-ataque do atual campeão francês.

Também neste sábado, o oitavo colocado Monaco recebeu o Dijon, penúltimo, e venceu por 1 a 0. O único gol do confronto foi anotado pelo russo Aleksandr Golovin, aos 42 do primeiro tempo. Com o triunfo, o time do principado monegasco chegou aos 18 pontos, deixando o adversário com apenas 12.

Para fechar a jornada deste sábado, em um confronto da parte de baixo da classificação, o 16.º colocado Strasbourg atropelou o lanterna Nîmes por 4 a 1. Já o duelo entre Lille e Metz terminou sem gols.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.