Costas Baltas / Reuters
Costas Baltas / Reuters

Mesmo fora da Copa, Grécia renova contrato do técnico alemão Michael Skibbe

Seleção grega foi eliminada na repescagem pela Croácia

Estadão Conteúdo

28 Novembro 2017 | 12h42

A desclassificação para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, aparentemente foi encarada sem grande alarde pela seleção grega. Nesta terça-feira, a federação de futebol local anunciou a renovação de contrato do técnico Michael Skibbe por dois anos.

+ Fifa lança pôster oficial da Copa do Mundo com homenagem a goleiro Lev Yashin

+ Rússia pede à Uefa para sediar abertura da Eurocopa de 2020 em São Petersburgo

O alemão de 52 anos viajará na quinta-feira a Atenas para assinar o novo contrato, segundo informou a federação grega, nesta terça. A expectativa é de que Skibbe consiga levar a equipe para a Eurocopa de 2020.

Com passagens por clubes como Borussia Dortmund, Bayer Leverkusen e pelo futebol turco, além de ter sido assistente da seleção alemã, o treinador assumiu o comando da equipe em 2015, justamente depois de a Grécia ficar de fora da Eurocopa de 2016.

E, embora não tenha levado a Grécia ao Mundial da Rússia, Skibbe reconstruiu o time e fez uma boa campanha nas Eliminatórias Europeias. A Grécia foi a segunda colocada do Grupo H, atrás apenas da Bélgica, e acabou eliminada na repescagem, diante da Croácia. Para confirmar a reconstrução da seleção grega, assim, o treinador tentará agora levá-la novamente a uma Eurocopa.

Mais conteúdo sobre:
futebolGrécia [Europa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.