Mesmo pendurado, Cafu pede para jogar contra o Japão

O cartão amarelo recebido na partida contra a Austrália deixou o lateral-direito Cafu pendurado para o confronto contra o Japão, nesta quinta-feira, em Dortmund, mas isso não preocupa nem um pouco o capitão da seleção brasileira. Durante entrevista nesta terça, em Bergisch Gladbach - local da concentração da equipe -, o jogador declarou que já pediu para estar em campo contra os japoneses. Um dos motivos é a possibilidade de quebras de recordes pessoais."Se pudesse escolher, queria jogar. Tem tantos recordes tão perto de serem batidos. Mas vou respeitar a decisão do Parreira", disse Cafu, que ainda não foi informado pelo treinador se realmente jogará. "Penso só mesmo em jogar. O negócio é esquecer o cartão. Seria ótimo quebrar estas marcas jogando".Com 18 jogos pela seleção em Copas do Mundo, o lateral precisa de apenas mais uma partida para ultrapassar os ex-companheiros Dunga e Taffarel na lista dos que mais vezes jogaram em Mundiais. Já dono do recorde de jogador com maior números de jogos pelo Brasil (148), Cafu está atrás da marca do alemão Lothar Matthäus, que é atleta no mundo com mais partidas em Copas (25).Outro recorde é o de número de vitórias na competição. Agora com 15, está empatado com os alemães Matthäus e Overath. "Caramba, essa eu não sabia. Tomara que consiga quebrar mais esta marca", afirmou o lateral, que tirou a manhã desta terça para fazer reforço muscular, junto com o atacante Ronaldo, no Castelo Lerbach.Para atingir todos estes números, Cafu sabe que é preciso ter muito preparo físico. E isso ele tira de letra mesmo depois de passar por uma artroscopia no joelho no início deste ano. "O começo desta Copa está melhor do que eu esperava. Isso é fruto de uma boa preparação em Weggis (Suíça) e Königstein", contou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.