Mesmo reserva da seleção, Kahn fatura alto com marketing

Após ter sido preterido pelo técnico da seleção alemã, Jürgen Klinsmann, que escolheu o goleiro do Arsenal, Jens Lehmann, como titular para a Copa do Mundo, Oliver Kahn agora fatura alto com sua atual condição no gol da Alemanha. De acordo com especialistas na área, os contratos do goleiro do Bayern de Munique em duas recentes propagandas valem alguns milhões de euros. Em ambas as campanhas, Kahn mostra as vantagens de "sentar no banco" durante o Mundial. Para a cadeia americana de fast food Burger King, o goleiro aparece sentado comendo um sanduíche com o título: "Um grande no banco".Na outra peça, para a cervejaria Paulaner, de Munique, Kahn está sentado com um famoso apresentador de TV na Alemanha, tomando cerveja num Biergarten. Durante o comercial, o goleiro fala das vantagens de estar no Mundial e recebe os elogios do apresentador da ARD, Waldemar Hartman. Ao fim, o goleiro solta a frase, depois de degustar uma Paulaner: "Sabe Waldi, ficar no banco é mais bonito".Para surpresa dos analistas financeiros ligados ao Mundial, a importância publicitária do goleiro aumentou depois da escolha de Klinsmann, que o deixou como número 2 da seleção na Copa. "Isso prova que eu não sou dependente apenas do sucesso esportivo dentro de campo", declarou o goleiro ao jornal alemão Bild.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.