Josep Lago/AFP
Josep Lago/AFP

Barcelona conquista a Copa do Rei pela 27ª vez com show de Messi

Argentino marca dois gols em vitória sobre o Athletic de Bilbao

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2015 | 19h01

O show estava preparado, o rei Felipe VI assistia ao confronto da tribuna, o Camp Nou estava lotado. A final da Copa da Espanha desta temporada seria decidida em Barcelona, já que os times, Athletic Bilbao e Barcelona, não são de Madri. E o espetáculo foi completo. Messi, mais uma vez, deu show, o brasileiro Neymar marcou, provocou os adversários criando alguma confusão, Xavi se despediu mais uma vez e o Barcelona conquistou sua 27ª Copa do Rei ao bater o Athletic por 3 a 1.

A equipe catalã pode agora conquistar a verdadeira tríplice coroa no próximo sábado, em Berlim, quando decide a Liga dos Campeões da Europa contra a Juventus de Turim, que também pode terminar a temporada com a tríplice, já que venceu o campeonato e a Copa da Itália.

Na partida deste sábado no Camp Nou, o Barcelona começou "voando baixo" para cima do Athletic e, logo aos 10 minutos, Neymar recebeu a bola na área pelo alto, dominou com perfeição e completou para o fundo das redes. O atacante saía para comemorar, mas o auxiliar marcou o impedimento inexistente do brasileiro.

A pressão continuou até os 20 minutos, quando Messi criou mais uma de suas obras-primas. O argentino recebeu a bola de Daniel Alves na direita, passou por três jogadores do Athletic com extrema facilidade e na sequência finalizou no canto esquerdo do goleiro Iago que tentou, mas não conseguiu evitar o golaço do argentino. Simplesmente mágico.

Com a vantagem, a máquina catalã imprimiu seu conhecido toque de bola e aumentou o ritmo da partida no campo do adversário. Aos 36, Suárez arrancou com a bola pela direita, entrou na área e tocou para Neymar no meio. Sozinho e com o gol livre, o brasileiro só teve o trabalho de mandar para o fundo da rede e comemorar.

Na volta do intervalo, o Barcelona cadenciou mais o ritmo e deu espaços para os visitantes. Logo no início, Beñat cobrou falta do campo de defesa na entrada da área do Barcelona e depois do bate e rebate conseguiu ganhar o escanteio. Mas parou aí. A torcida do time da casa ainda teve tempo para ver mais uma despedida de Xavi, que entrou para celebrar mais um título em campo.

Aos 29, Messi mostrou sua classe mais uma vez. Daniel Alves recebeu na direita, fez bela jogada pela linha de fundo e cruzou fraco para a área. Na indecisão da defesa, o argentino definiu de primeira, desviando a bola no canto esquerdo de Iago para anotar o seu segundo gol na partida e o terceiro dos mandantes. Após o gol, o Athletic saiu com tudo e esboçou uma reação ao descontar com Williams.

Antes do fim do jogo e da comemoração, Neymar foi mais uma vez alvo de confusão em gramados espanhóis. O brasileiro tentou uma carretilha na ponta esquerda do campo, tomou uma trombada e caiu no gramado. Os jogadores do Bilbao partiram para cima do brasileiro, que foi praticamente escoltado pelos outros jogadores de seu time. Em outro lance, mais tarde, Neymar foi acertado por trás e o juiz marcou falta. Busquets pediu cartão para o jogador do Bilbao, reclamou muito com o árbitro e acabou recebendo o cartão amarelo.

Mesmo com estes lances nervosos e algumas jogadas mais ríspidas, o Barcelona manteve a posse de bola controlada até o apito final e celebrou muito a conquista de mais um título.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.