Gustau Nacarino/Reuters
Gustau Nacarino/Reuters

Messi dá show e Barça avança na Liga dos Campeões

No Camp Nou, argentino marca dois belos gols no triunfo sobre o Stuttgart pelas oitavas de final

AE, Agencia Estado

17 de março de 2010 | 19h00

Depois de marcar três gols na vitória do Barcelona pelo Campeonato Espanhol, no último domingo, o argentino Messi voltou a dar show nesta quarta-feira para garantir a classificação do Barcelona às quartas de final da Liga dos Campeões. Com dois gols e uma bela atuação do atacante, o time catalão goleou o Stuttgart por 4 a 0 no Camp Nou, após ter empatado por 1 a 1 pelo jogo de ida, na Alemanha.

 

Veja também:

BLOG DA LIGA - forum Tudo sobre o torneio

Agora, o Barça é o único representante espanhol na Liga dos Campeões, já que o Real Madrid foi eliminado na semana passada pelo Lyon. A equipe da Catalunha busca o bicampeonato consecutivo e o quarto título da competição. O próximo adversário do time será conhecido na manhã desta sexta-feira, em sorteio que também já definirá os cruzamentos das semifinais.

Em Barcelona, os anfitriões contaram com dois brasileiros em campo: Daniel Alves e Maxwell, que ocuparam as laterais do time. Já pelo Stuttgart, o atacante Cacau, naturalizado alemão e com boas chances de ir à Copa do Mundo, começou jogando. Mas foi mesmo a estrela argentina do Barça que roubou a cena no Camp Nou. O show de Messi começou logo aos 13 minutos, com um gol de técnica e velocidade.

Para inaugurar o marcador, o atacante recebeu a bola quase na linha que divide o campo. Messi foi avançando e, quando quatro marcadores já se aproximavam para tentar o desarme, ele conseguiu o espaço para o chute de fora, no ângulo do gol defendido por Lehmann. A equipe do técnico Josep Guardiola ainda ampliou aos 22. Messi lançou Touré na esquerda e ele cruzou para Pedro, que completou para as redes.

Na etapa complementar, o Barça seguiu dominando e Messi continuou brilhando. Com 15 minutos, o argentino recebeu passe de calcanhar de Daniel Alves e bateu rasteiro, de fora da área. Lehmann ainda tentou a defesa, mas, mal posicionado, não conseguiu impedir o terceiro gol dos anfitriões. Já aos 44, Bojan fechou a conta ao ser lançado e chutar na saída do goleiro alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.