Messi defende esquema da Argentina com 3 atacantes

O atacante Lionel Messi defendeu nesta quinta-feira a formação com três atacantes que o técnico Diego Maradona pode escalar na seleção da Argentina para o jogo deste sábado, contra a Venezuela, em Buenos Aires, pela 11ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

AE-AP, Agencia Estado

26 de março de 2009 | 18h12

"Vai ser bom se jogarmos com três na frente, teremos um time mais ofensivo", afirmou o jogador do Barcelona, cotado para formar o ataque com Tevez e Agüero no jogo deste sábado. É a saída que Maradona estuda para suprir a ausência de Riquelme, que anunciou no começo deste mês que não defenderá mais a seleção.

Segundo a imprensa argentina, Maradona escalaria a equipe com três zagueiros e quatro jogadores no meio-de-campo. Para o volante Mascherano, capitão da seleção, a decisão não seria prejudicial ao sistema defensivo. "Temos grandes jogadores, mas, além de atacar, eles sempre dão uma ajuda na marcação. Nossa equipe é muito solidária", disse.

O jogo contra a Venezuela será a terceira partida de Maradona à frente da seleção, e a primeira diante da torcida - ele comandou a seleção em dois amistosos, com vitórias por 1 a 0 contra a Escócia e 2 a 0 sobre a França.

A Argentina está em terceiro nas Eliminatórias, com 16 pontos, um a menos que o Brasil e a sete do líder Paraguai, e vem de derrota por 1 a 0 para o Chile, em Santiago, jogo que resultou da queda do técnico Alfio Basile, antecessor de Maradona. "Agora começamos uma nova etapa, vencemos dois amistosos importantes e estamos prontos para ganhar os pontos que nos deixarão mais perto do Mundial", afirmou o lateral Zanetti.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.