Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Messi desabafa e diz 'estar cansado de ser o problema de tudo no Barça'

Atacante argentino responde a críticas de que comandaria um 'regime de terror' no clube, feitas por ex-agente de Griezmann

Redação, Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2020 | 17h53

Após voltar dos jogos da seleção argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas, Messi teve a chance de comentar sobre alguns assuntos relacionados ao Barcelona no aeroporto. Nelas, respondeu sobre as declarações do ex-agente de Griezmann, Eric Olhats, que disse que ele tinha um regime de terror no clube.

"A verdade é que estou um pouco cansado de ser sempre o problema de tudo no clube", comentou brevemente sobre o assunto no aeroporto El Prat, onde ficou por algum tempo a mais para passar pelos controles aduaneiros.

Griezmann chegou ao Barcelona na temporada 2019-20 por 120 milhões de euros (R$ 762 milhões, na cotação atual). Não conseguiu se destacar até agora, muitas vezes indo para o banco. Recentemente, disse que jogava melhor na seleção francesa porque o técnico Didier Deschamps o escalava na ponta esquerda, em uma crítica velada ao novo técnico do Barça, Ronald Koeman.

Olhats fez críticas fortes a Messi em entrevista à revista France Football. "Antoine (Griezmann) chegou a um clube com graves problemas onde Messi controla tudo. O imperador e monarca não viu a chegada de Antoine com bons olhos. A atitude de Messi foi deplorável, se fez sentir. Sempre escutei Antoine dizer que não tinha problemas com Messi, mas nunca o contrário. É o regime de terror. Ou está com ele, ou está contra ele", afirmou o ex-agente do atacante francês.

Embora tenha certo poder no Barcelona por conta de tudo que conquistou, Messi deixou claro recentemente que não estava feliz com a forma como as coisas estavam sendo conduzidas no clube, ao pedir para se transferir após a goleada por 8 a 2 que o time levou do Bayern de Munique na Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.