Lluis Gene/AFP
Lluis Gene/AFP

Messi descarta clima de final para clássico entre Barcelona e Real Madrid

As duas equipes se enfrentam pelo Campeonato Espanhol no próximo sábado

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2017 | 14h14

No próximo sábado, o mundo do futebol voltará seus olhos mais uma vez para a Espanha, para mais um clássico entre Barcelona e Real Madrid. Desta vez, o confronto acontecerá no Santiago Bernabéu e, diante de sua torcida, o time madrilenho precisa da vitória se quiser seguir sonhando com o título nacional. Messi, porém, tirou o peso de "final" que tem sido colocado pelas torcidas e a imprensa local.

+ Polícia vai investigar denúncia de agressão e racismo contra Sterling, do City

+ Goleiro Ederson diz que poderia jogar na linha no Manchester City

"Seria importante ganhar pelo que significa, sempre é uma partida especial com o Real Madrid, no campo deles... Ganhando, teremos uma vantagem importante. Se bem que eles não são os segundos colocados, mas seria uma vantagem. De qualquer forma, resta muito campeonato, mas seria lindo dar adeus ao ano com uma vitória e passar o ano novo feliz", declarou em entrevista ao Marca.

O Barcelona é o líder disparado do Espanhol, com 42 pontos, seis à frente do Atlético de Madrid. O Valencia é o terceiro, com 34, e só então aparece o Real com 31, mas com um jogo a menos. Por isso, a necessidade de vitória do time merengue no fim de semana.

Mas se garante foco no Espanhol e na Liga dos Campeões, Messi também já sonha com a Copa do Mundo. Vice-campeão em 2014, no Brasil, ele quer levar a Argentina a mais uma final, e se puder encarar a Espanha na disputa pelo título, teria sabor ainda mais especial para o craque.

"Não sei se essa seria a final sonhada, mas seria algo incrível poder jogar outra final de Mundial e ter a sorte de conseguir isso. Não sei se é possível, se nos cruzaríamos antes. Mas primeiro, temos que pensar em passar do grupo, que é difícil, e depois, veremos como tudo vai acontecer", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.