Messi deseja 'força e afeto' a Cristina Kirchner

Eleito o melhor jogador do mundo nos últimos dois anos, o atacante Lionel Messi enviou uma mensagem de incentivo e carinho à presidente da Argentina, Cristina Kirchner, que será operada na quarta-feira da semana que vem, dia 4 de janeiro, de um tumor na tireoide. "Força, coragem e um sincero afeto", escreveu Messi, em nota publicada nesta quinta-feira no site oficial da Fundação Leo Messi.

AE, Agência Estado

29 de dezembro de 2011 | 19h15

O capitão da seleção argentina desejou "energias positivas, com os maiores ânimos para enfrentar um tratamento rápido e bem-sucedido e uma recuperação saudável e rodeada de afetos." Os médicos indicam que o tumor de Cristina Kirchner - que não apresenta metástase - possui de 90% a 95% chances de cura.

Messi está curtindo férias em Rosario, sua cidade natal, e vive de perto o drama sentido pelos argentinos, que recentemente perderam o ex-presidente Nestor Kirchner, marido de Cristina, morto em decorrência de uma parada cardiorrespiratória, em outubro de 2010.

Após a realização de exames de rotina, no último dia 22, médicos detectaram um câncer na glândula tireoide da presidente da Argentina. Ela será operada no Hospital Austral, na cidade de Pilar, na zona noroeste da Grande Buenos Aires, terá - a princípio - 20 dias de licença, para recuperar-se do pós-operatório. Durante sua ausência, a presidência da República ficará a cargo do vice-presidente Amado Boudou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.