Flavio Lo Scalzo/ Reuters
Flavio Lo Scalzo/ Reuters

Messi discorda de Cristiano Ronaldo e diz que não precisa sair do Barcelona

Atacante nega estar em 'zona de conforto' e nega motivos para deixar o Barcelona

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2019 | 06h35

Eleito o melhor jogador do mundo pela sexta vez, Lionel Messi garante manter a disposição de um menino em campo, apesar de dos 32 anos de idade, mas sabe que chegou a hora de se preocupar mais com o corpo. E ao contrário de Cristiano Ronaldo, seu maior rival no status de melhor jogador da atualidade, ele não pretende sair do clube onde criou uma história. 

Em entrevista ao jornal Marca, o astro argentino deixou claro não concordar com as palavras de CR7. O atacante português já falou algumas vezes que Messi deveria sair do Barcelona para buscar novos desafios, como ele fez ao deixar o Manchester United e ir para o Real Madrid e, mais recentemente, trocar o time merengue pela Juventus, da Itália. 

"Cada um busca seus objetivos e experiências. Nunca tive a necessidade de sair do melhor clube do mundo que é o Barcelona aonde desfruto dos treinamentos, dos jogos e da cidade. É um lugar muito completo e sempre tive muito claro o objetivo neste clube e que não teria que buscá-lo em outro lugar", comentou o argentino, que na quarta-feira recebeu sua sexta Chuteira de Ouro.

Quanto a sua condição física, ele falou que o desafio é fazer com que as pernas façam aquilo que o cérebro pede. "É difícil porque a cabeça está boa. Eu penso que tenho 25 anos e que posso seguir fazendo as coisas que fazia naquela época. Mas o corpo manda e existem circunstâncias em que tem que ter mais cuidado do que antes. Assimilar requer um processo e preciso se preparar de maneira diferente para os treinamentos e partidas", disse.

Messi comentou até sobre uma discussão que agita o futebol alemão nos últimos meses. Quem deveria ser o goleiro titular da seleção: Manuel Neuer, do Bayern, ou seu companheiro de time, Ter Stegen. "Eles são dois grandes goleiros e com características similares. Eles fazem boa leitura do jogo, podem jogar com os pés e são muito rápidos embaixo das traves", analisou. 

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.