Messi diz que Barça já se adaptou ao estilo de Martino

O Barcelona foi obrigado a trocar de técnico no início da temporada depois do problema de saúde de Tito Vilanova, que teve uma recaída de um câncer na garganta. A diretoria do clube decidiu apostar no argentino Gerardo Martino, que estava no Newell''s Old Boys e nunca havia trabalhado na Europa. Apesar da inexperiência internacional, o treinador tem conseguido bons resultados e, de acordo com Messi, a equipe já se adaptou ao seu estilo.

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 17h49

"Nossa adaptação com o novo técnico foi muito rápida. A gente tenta fazer o que ele pede: jogar futebol como vínhamos jogando. Claro, um novo técnico tem novas ideias, mas nossa mentalidade é a mesma, começar da melhor forma possível para conseguir vencer todos os campeonatos que disputamos", declarou o jogador em entrevista ao site da Uefa.

Na próxima quarta-feira Martino estreará na Liga dos Campeões ao comandar o Barcelona diante do Ajax, no Camp Nou. Além dos holandeses, estão com os espanhóis no Grupo H Celtic e Milan. Messi fez questão de elogiar os rivais e disse que o time catalão precisará de muito esforço para vencê-los.

"É um grupo difícil, mas sabíamos que aconteceria isso. É muito difícil vencer uma Liga dos Campeões, é complicado desde o início. Acho que os grupos estão muito parelhos, muito equilibrados, então haverá alguns grandes times. Esperamos jogar no nosso melhor nível para conseguir a classificação", comentou.

Mas Messi não quer saber apenas de passar da fase de grupos. Ele quer voltar a conquistar a Liga dos Campeões depois da queda para o Bayern de Munique na semifinal da última temporada, quando os alemães venceram na ida por 4 a 0 e na volta por 3 a 0. "Eles eram o melhor time em todos os aspectos, fisicamente e tecnicamente também. Jogaram uma grande partida de ida e aproveitaram a vantagem. Então, foram realmente superiores."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.